Regulagem das velas tri-radiais

Introdução: Por algumas décadas velas de cruzeiro e de regata foram sinônimo de velas de corte paralelo (fig.1A). A partir dos anos 80, e impulsionados pelo aparecimento dos tecidos "exóticos" (Mylar e Kevlar), ressurgiram os cortes radiais. Eles foram se apresentando em versões cada vez mais sofisticadas (fig. 1B) e em poucos anos dominaram o mercado de competição que havia optado por velas de material "exótico".…

Leia Mais...


Como e por que usar um gennaker

A maior parte dos barcos de cruzeiro (e todos os de regata) foi projetado para fazer um contravento rápido, simples e seguro. É esta, aliás, a razão pela qual quase todos esses barcos apresentam a clássica combinação de armação em sloop (genoa e grande), quilha barbatana e leme separado. Cheguei a chamar essa concepção…

Leia Mais...


A orça na vela de cruzeiro

Sempre que o assunto é Vela de cruzeiro ouço a frase: " Meu barco não precisa fazer boa orça. Prefiro andar mais "solto" ( arribado ). O barco aderna menos, a família não reclama e chego onde quero do mesmo jeito." essa frase, com a qual muitos leitores provavelmente concordarão, é perigosamente falsa. Ela induz quem nela acredita a velejar de forma ineficaz e pode colocar a embarcação e a vida dos tripulantes…

Leia Mais...


Na veleria Cognac, que é com certeza,  uma das velerias de maior tradição no Brasil e na américa do sul, produzimos velas com cortes modernos proporcionando ótimo desempenho para veleiros monotipos e oceanos de cruzeiros e regatas.

Na veleira Cognac realizamos reparos e em todos os tipos de vela, capas e acessórios. As velas de dacron velhas e "barrigudas" são reparadas com o intuito de garantir uma sobrevida, com ajustes na testa, valuma, esteira, poídos, macarrão e slides.

Na veleria Cognac fazemos sob medida capas para enroladores de genoa, bimini, lazy-jack, capas para o barco, morcegos, sacos de vela, sacos de balão, saco tartaruga, toldos e muitos outros acessórios para seu veleiro.